(21) 3617-0129 | Whatsapp: (21) 9 9186-5992

Conhecido por oferecer ampla proteção por um custo baixo, o seguro residencial é uma forma eficaz de resguardar você e sua família de inúmeros imprevistos que podem acontecer a um dos bens mais valiosos: a sua própria casa.

Muitas pessoas têm dúvidas a respeito do assunto. Como essa proteção funciona? Quais são as situações e os danos que o seguro indeniza? Quais são as coberturas disponíveis para contratação? Quando acioná-lo? Quando vale a pena contratar um? Será que é mesmo a melhor opção?

Pensando na importância do tema, preparamos este conteúdo especial. Durante a leitura, você encontrará respostas para essas perguntas e também conhecerá os principais benefícios que esse tipo de seguro oferece. Continue e descubra!

O que é o seguro residencial?

A passagem está comprada e a mala, quase pronta. A empolgação para viajar é enorme, mas, poucos dias antes de ir passar suas merecidas férias na praia, vem aquela insegurança: se a casa ficar vazia, algum imprevisto pode acontecer.

Aqui, a imaginação vai longe e inúmeros problemas passam pela cabeça: furto, incêndios, danos elétricos, vendavais e chuvas fortes são apenas alguns exemplos de situações que podem pesar no bolso do proprietário do imóvel. Claro, essas são apenas algumas das inúmeras situações de risco às quais sua residência está exposta.

É nesse cenário que surgem serviços como o seguro residencial. Essa modalidade foi criada com o objetivo de proteger imóveis de diversas situações. Trata-se de um produto muito acessível, se comparado aos custos dos transtornos que ele tem a função de minimizar.

Basta colocar os números no papel para entender que esse tipo de seguro é muito vantajoso. Afinal, os riscos de perdas financeiras relacionados à casa, geralmente, são bem significativos.

Cabe lembrar que os seguros residenciais podem servir tanto para casas de uso habitual em cidades quanto para casas de temporada na praia ou no campo e também para próprias – em que o seguro ampara a estrutura do imóvel e os bens do morador.

Ainda, eles se estendem às residências alugadas — aqui, se o inquilino contratar, o seguro ampara seus bens, mas não a estrutura do imóvel. Para a cobertura total do bem, é importante que o proprietário também faça a contratação do seguro residencial.

Como funciona o seguro residencial?

O seguro residencial é totalmente personalizável e pode ser adaptado às necessidades de quem o está contratando, inclusive para coliving e até mesmo para imóveis que estão em plataformas de locação de temporada. Existe sempre a chamada “cobertura básica”, que é a mínima necessária para a contratação do seguro. Nela, já estão amparados os danos por incêndio, explosão, fumaça e até por uma queda de aeronave.

A partir da cobertura básica, o segurado tem a possibilidade de personalizar o seguro com as coberturas que fazem mais sentido para cada imóvel e região. Confira, a seguir, algumas das opções de coberturas adicionais, geralmente, oferecidas pelas seguradoras:

  • roubo e furto de bens;
  • danos elétricos;
  • prejuízos causados a terceiros;
  • vazamento de tubulações;
  • negócios em casa.

O preço que você paga por ano para ter tais garantias, mais conhecido como prêmio do seguro, tende a ser inferior ao custo de um cafezinho por dia!

Além dos valores, o que pode variar são os serviços e as coberturas inclusas, o valor do imóvel, quantidade de bens que os moradores possuem e também a região onde a residência está localizada.

Por que é tão importante ter um seguro residencial?

O seguro residencial é um produto imprescindível para as pessoas que buscam formas de garantir a segurança do seu patrimônio. Ele é uma ótima opção, com excelente custo-benefício, já que um simples reparo pontual pode ter um custo mais alto que o preço do seguro residencial.

É possível contratar um seguro, com opções de coberturas simples, a partir de R$ 400 por ano. Por isso, ele é importante como um mecanismo de proteção patrimonial e financeira.

Mas não é só isso: ele garante tranquilidade ao proprietário, que sabe que terá o suporte financeiro, caso aconteça alguma intercorrência envolvendo o seu imóvel, assim, ele não precisará desembolsar um valor inesperado para repor seus prejuízos. Entre as principais causas de acionamento do seguro residencial estão incêndio e explosão, danos elétricos, roubo e furto, quebra de vidros e vendaval. Problemas que muitas vezes podem acontecer em nosso dia a dia e que podem gerar um impacto financeiro significativo no seu bolso.

Créditos: www.portoseguro.com

 

Entre em contato conosco e confira como é rápido e fácil contratar:

× Converse no Whatsapp